Projeto de loja de paisagismo em frente à Telhanorte Morumbi

Projeto de Loja anexa à Telhanorte Morumbi

A loja de paisagismo foi projetada para que ocupasse uma área externa no estacionamento de frente à movimentada Av. Roque Petroni Jr.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

Há mais ou menos 10 anos a POKT Desing+Arquitetura foi convidada para desenvolver um novo projeto de loja conceito. Era uma extensão da empresa de paisagismo que atuava na área interna da Telhanorte Morumbi. Apesar de estar localizada em uma das áreas mais privilegiadas de São Paulo, a loja não tinha a visibilidade desejada. A ideia era criar um ponto focal atraente não só para os visitantes do Home Center, mas um oásis visual para quem passasse de carro pela avenida.

O projeto foi encomendado pela La Florida Jardins, mas envolveu também a área de merchandising da Saint Gobain. Talvez poucos saibam, mas o grupo francês fundado em 1665 é dono da marca Telhanorte, entre diversas outras no Brasil. Havendo sucesso na empreitada o modelo seria replicado nas outras lojas do grupo e abrangeria também outros tipos de serviço.

Primeiro conceito do projeto de loja

loja de paisagismo no home center telhanorte

A proposta arquitetônica partiu do conceito da casa de campo no interior, com construção tradicional. Visa remeter o visitante à memória afetiva de um momento no passado, ainda que não tenha sido vivido de fato. A arquitetura lúdica em lojas serve não só para o bem estar do ocupante do espaço, como os vendedores, mas atendem principalmente os consumidores. O design de interiores inspira e promove a imaginação de todos, que conseguem enxergar um pedacinho de suas próprias vidas e onde podem aplicar algumas ideias que tiveram durante a visita.

O espaço fechado foi propositalmente reduzido na concepção por alguns motivos. O primeiro foi criar uma proposta intimista, demonstrando que espaços menores podem ser substancialmente melhorados com o uso de vegetação. Outra razão era mostrar que a vida deve se abrir para o mundo externo, fugindo dos padrões atuais de isolamento. Cada vez mais pessoas se fecham para um mundo solitário e enxergam ameaça nas áreas externas e na cidade como um todo. Nada contra condomínios-clubes, mas seria bom promover maior integração entre pessoas entre si e com o espaço urbano.

Por fim, durante a solicitação de orçamento para a construção do espaço, recebemos esta adorável proposta para construção em bambu:

O modelo foi bem recebido entre todos os envolvidos, entretanto os custos de implantação ficaram um pouco acima do planejado. Mas como tudo na vida, foi um excelente aprendizado com o pessoal da Ebiobambu, que criou o modelo.

Outros Projetos: